2 de Julho

Leio na BBC Brasil um bom texto, dando conta do que os baianos celebram no dia 2 de Julho. Nele se mostra com clareza que foi nesta data que se consolidou realmente a independência do Brasil e não no surrado “Grito do Ipiranga” da história oficial. Cientes disso, os baianos vão às ruas comemorar a data, numa grande festa popular, tal qual os americanos fazem na sua celbração do 4 de julho.

Em contrapartida, em sua newsletter de hoje, Poder360 insiste numa fantasiosa “Independência da Bahia”, fiel à sua adesão à história oficial da zelite. Seria bom que sua redação lesse esse texto, bem como estudasse outros episódios da luta pela Independência, como a Batalha do Jenipapo, em Campo Maior/PI, cujas fotos do memorial ilustram esta postagem.

O baiano João Ubaldo Ribeiro mostra em seu romance Viva o Povo Brasileiro como a zelite podre se apropria criminosamente de tudo que é conquistado pelo povo. Que insiste, persiste e não desiste em conquistar o lugar que lhe é devido, apesar de ignorado, menosprezado, explorado e maltratado pelos que se acham donos do Brasil por direito divino, de um deus cruel que coloca a grana em primeiro lugar.

O que os baianos comemoram em 2 de Julho é a presença do Povo na construção e essência do Brasil. Tenhamos consciência disso e sigamos sem esmorecer nesta luta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s