Preto no branco

Que fique bem clara esta verdade: Não existe atleticano doente.

Esta condição até pode ser usada apropriadamente para torcedores de outros times. Jamais pra torcida do glorioso Clube Atlético Mineiro. Aqui temos amor, paixão, fé, vibração, pertencimento, enfim a vida pulsando em sua inteireza, no inverno e no verão, na alegria e na tristeza. Ninguém é atleticano por acaso.

Nascido no Piauí, crescido no Ceará, acompanho futebol desde a copa de 1958 e onde morava só tinha notícia dos times de Rio e São Paulo. Minas Gerais começa a aparecer no cenário futebolístico nacional ao ganhar o Campeonato Brasileiro de Seleções em 1962, com um time que tinha Marcial, William, Procópio, entre outros, a inauguração do Mineirão, em 1965 e a ascensão do rival do Atlético, conquistando a Taça Brasil em 1966 sobre o poderoso Santos, de Pelé. Chegando em Belzonte no acordar de 1968, fui logo ver um clássico, acho que disputa de título do campeonato de 1967, e pela primeira vez tive contato com a massa atleticana. Foi um raio.

A charanga tocava “Pergunte ao João” e a massa gritava “Galo!”, “Onde ficá a morada”, “Galo!”. Pronto. Era ali o lugar onde eu queria estar. E estou até hoje. O preto e o branco, a mistura de todas as cores. “Ser atleticano é um querer em”, dizia Roberto Drummond. Que não se resume apenas a conquistar um título (e o Galo tem muitos), mas vai além. Não à toa o Galo foi o primeiro campeão brasileiro, em 1971. Estava escrito nas estrelas.

Começando a disputa pela Copa do Brasil, com a imprensa apontando a superioridade do adversário. Como perguntava o mestre Kafunga “superior em que?”. Tamos no jogo, sim. Vai pra cima deles Galo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s