Mãe só tem uma

Neste dia das mães pululam nas redes sociais as homenagens dos filhos às suas genitoras, exaltando de forma irrefutável, as características únicas e comuns a cada uma delas. Não fujo da regra e ouso dizer que minha mãe possuía todas as qualidades apontadas em grau absolutamente superior. Deve ser isso amor filial.


Dos álbuns da família vem esta foto que pra mim traduz bem o espírito que minha mãe carregou ao longo da vida. Sempre em dia com seu tempo, administrando de forma admirável o roteiro que traçou para sua vida, desde a mais tenra infância, quando ficou órfã de mãe e foi criada na casa dos avós.

Zuite sempre soube o que queria. E foi com determinação, coragem e bom senso que trilhou seu caminho, tendo como norte o desenvolvimento integral de sua família, construída com muito amor e carinho.

Foi uma vida plena de peripécias, repleta de emoções, descobertas, onde a mesmice não tinha lugar. Algumas frases deixaram marcas, “água pra mim tem cabelo”, para se gabar das habilidades de nadadora; “mais cru comeu a onça”, refutando reclamações sobre o ponto da carne; “juízo demais é trambolho”, sobre o óbvio.

Zuite soube estar presente e atuante na vida de nós todos sem oprimir ou desrespeitar ninguém. Transmitiu princípios e valores, que se fazem presentes e persistirão pela geração futura. Sou um abençoado e sei disso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s