Olha pro Céu

Junho. As chuvas se afastam, resumidas a algumas esparsas, pra apagar fogueira, tradição do mês. Hora de celebrar o resultado do inverno e enfrentar o verão que se aproxima com coração cheio e alma leve.

Milho assado, canjica, mucunzá, cuscuz, que o tempo é de fartura. Fogueira no terreiro pra homenagear Santo Antônio, São João, São Pedro, parceiros fiéis. Aluá, quentão, o fole roncando e o forró comendo solto. Sem faltar a roupa de chita e a disputa pra ver quem é o melhor na dança da quadrilha. Mês animado, de noites frias e céu risonho.

A tradição acabou virando meio de vida e cidades disputam quem tem o melhor São João do nordeste. Isso acaba sacrificando a espontaneidade da festa aos interesses comerciais. No momento atual há toda uma cadeia prejudicada com as normas de isolamento ditadas por conta do combate ao Covid19. Se tivermos juízo, retornaremos à disputa.

Mas o melhor São João de todos é aquele feito por milhares de brincantes, espalhados por todo o Brasil, que a cada ano reinventam a festa, mantendo-a viva no coração e mente de todos. Que no momento estão se cuidando, pra vir com tudo quando as ameaças que nos afligem forem coisa do passado e tenham nos deixado lições. É nisso que acredito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s